sexta-feira, 16 de julho de 2010

Patriota de 4 em 4 anos?

Em época de Copa todos nós podemos notar um surto de patriotismo invadir os brasileiros. É um fenômeno raro. Infelizmente só acontece de 4 em 4 anos, assim como o ano bissexto.

Durante a maior parte do tempo dos outros 3 anos, muitas pessoas gostam de falar mal do Brasil, de seus políticos, de sua economia e até de si mesmos.

Mas quando se aproxima a Copa, esse sentimento de união toma conta destas pessoas, fazendo elas defenderem a nação com unhas e dentes.
Um tweet muito interessante que li durante a Copa dizia: "É melhor nenhum país declarar guerra contra o Brasil agora... #Patriotismode4em4anos"

Muito bem colocado. É bem possível que durante a Copa, o sentimento nacionalista seja tão intenso, que se uma guerra estourar, haverão filas pra se alistar no exército. Porém, tão rápido a Copa acabe, esse sentimento desaparece.

http://i2.r7.com/data/files/2C92/94A3/27F0/5859/0127/F216/C68E/2013/copa-hg-20100412.jpg
Um típico patriota bissexto
E ai se a Seleção perder. Aí só dá gente novamente xingando o país de novo, queimando bandeira e etc. Se a Seleção vence, o efeito demora um pouco mais, mas passa do mesmo jeito.

Só podemos concluir que isso se trata de um falso patriotismo. Na verdade, é mais um egocentrismo, onde as pessoas buscam um motivo pra se sentirem superiores umas ás outras. E elas acreditam que na Copa podem mostrar isso ao mundo.

Mas elas esquecem que podem mostrar isso durante os outros 3 anos de muitas outras formas, se acreditarem em seu país e forem verdadeiros patriotas.

Mas tudo o que elas querem é um pouco de briga. Colocar o lado primitivo pra fora por uns instantes. Encontrar uma razão na vida. Apenas "pão e circo" para entreter pessoas que não acreditam mais em sua nação.

http://2.bp.blogspot.com/__se8WtJmSX4/SXyJAs-J0JI/AAAAAAAABDk/BR9k3FQUfCE/s400/MST+e+paraguaios+queima+bandeira+do+Brasil.jpg
Cena comum durante os 3 anos que antecedem todas as Copas

Essa Copa foi pior ainda.

Muitos viraram ás costas á Seleção apenas por considerarem que ela não tinha os melhores jogadores. Isso é motivo pra deixar de torcer? Imagina se nos outros países, as pessoas deixassem de torcer pra sua seleção porque ela não tem bons jogadores. O que seria da Seleção chinesa e outras tão ruins quanto?

Isso porque nossa Seleção contava com o melhor jogador do mundo, Kaká. As pessoas esqueceram-se que Dunga nunca havia perdido uma competição enquanto técnico, e que ano passado, com 18 dos jogadores desse ano, ganhou a Copa das confederações.

Infelizmente perdemos. Sim, perdemos pra Holanda. Foi um jogo feio onde a Seleção que jogou no primeiro tempo não voltou pra jogar no segundo. Mas, por causa disso deixamos de ser brasileiros? Deixamos de ser Penta? Deixamos de ser os melhores do mundo?
Até os melhores perdem ás vezes. O que faz um "melhor" não é ganhar todas, mas é a beleza da preparação para vitória e saber lidar com a derrota, para que ela não seja definitiva.

Assim é o povo brasileiro.

Agora, só falta ele se dar conta disso.

2 comentários:

Marlon Santos disse...

O Maradona fez exatamente a mesma coisa que o Dunga, não levo Cambiasso, Zenetti e Riquelme, q deixou a zaga horrivel. Além disso saiu nas quartas de final como o Brasil. Mesmo assim ele chegou na Argentina como Rei, sendo ovacionado e está sendo convidado a continuar no comando da seleção por mais 4 anos.

Então pq o Dunga é burro e etc?

Léo Silveira disse...

Vivemos uma época em que o mundo está dividido em duas partes. Uma que traz notícias onde atingem nossos ouvidos como música, dizendo sempre aquilo que gostaríamos de ouvir, e outra, nos falando de crimes, ataques, corrupção, onde os interesses pessoais ou de grupos se sobrepõem à vontade da maioria.

Enquanto Ronaldo (agora Curintians), certa época na condição de embaixador da ONU, visita e une crianças palestinas e israelenses através do esporte, na Cisjordânia, de um outro lado ouve-se a notícia de que no Uzbequistão podem ter morrido 700 pessoas, na última semana durante atos de protestos. Em Portugal, no Estoril, o mundo acompanhou a festa dos melhores no esporte, mas na Espanha, milhões de pessoas vivem o medo de ataques terroristas do ETA e seus aliados.

No Oriente, mulheres kuwaitianas conquistam direitos políticos através de lei aprovada pelo Parlamento, de um outro lado, homens usam o próprio corpo (enrolados em dinamites) para servir como bombas, destruindo a vida de milhares de compatriotas que nada mais fazem senão viver e trabalhar pelas suas famílias. Na ciência, avançam pesquisas na busca de medicamentos de combate ao HIV e vários tipos de câncer e outras doenças, só que do outro lado, países continuam pesquisando materiais para a fabricação de bombas de alto poder destrutivo, no objetivo de ganhar respeito e força através das ameaças.

Na Itália, o novo Pontífice apressa a beatificação de João Paulo II, enquanto em outros pontos cresce o número de seitas de adoração a Satanás, onde homens de idéias bestiais usam crianças para sacrifícios nos cultos. Enquanto governos deixam de investir na pesquisa, na educação, na saúde, na melhor distribuição de renda, na segurança e em outros itens básicos da vida em coletividade, crescem os que investem pesadamente na plantação de papoulas, de maconha e de outras ervas daninhas, ou na construção de grandes laboratórios para a fabricação de drogas, alastrando essa praga para a destruição de nossa juventude.
Estamos vivendo uma cruzada muito perigosa, onde se faz necessária à união dos homens de bem, visando à batalha de preparação do mundo para o amanhã, sob pena de presenciarmos em breve, a mudança radical dos valores que acreditamos serem necessários para a existência do homem sobre a Terra.

Que o Universo tenha piedade de nós. Pois enquanto tivermos religiões, times e escolas de samba para focarmos nossas energias, nada disso irá mudar, que é uma pena, pois nossa capacidade é muito maior que nossos fanatismos ignorantes.
Não podemos mudar o mundo sem que mudemos nossa própria maneira de ver o mundo, sem crescermos como homens e aprendermos que unidos pelas causas justas estaremos mudando não só o mundo, mas quem o habita e pretende habitar por mais alguns séculos.

Postar um comentário

by TemplatesForYou-TFY
SoSuechtig, Burajiru